Notícias

Exibindo 1 a 10 de 426
Vídeos, mesas-redondas, entrevistas e muito mais!

O Cecult tem um canal na plataforma de vídeos YouTube, onde é possível encontrar todos os vídeos produzidos pelo e para o Centro, como teasers de livros, vídeos especiais sobre coleções, entrevistas, eventos, entre outros materiais.

Os vídeos estão separados por playlists conforme os temas ou coleção que abordam. Tudo num só ambiente, de forma fácil e acessível,  como uma "revista digital"!  

Veja, assista, curta!  

O canal foi repaginado recencemente e novos vídeos serão adicionados em breve.
Para não perder nenhuma atualização, visite e siga o canal clicando aqui!

"Clichês Baratos" no portal Café História

O portal Café História, um dos principais divulgadores do conhecimento histórico no país, destacou o livro "Clichês Baratos - Sexo e humor na imprensa ilustrada carioca do início do século XX", de Cristiana Schettini, que integra a coleção Históri@ Ilustrada

"Clichês Baratos" foi lançado em formato e-pub em 22 de abril e está à venda no site da Editora da Unicamp. 

Para ler a notícia do Café História, basta clicar aqui!

"Eles querem nos acuar nas redes"

Leia abaixo a nota escrita pela professora Lucilene Reginaldo sobre a invasão de uma palestra na web, ocorrida em 08 de junho, e seus desdobramentos:

Eles querem nos acuar nas redes

Na noite de segunda-feira (08/06), um evento virtual promovido conjuntamente por dois grupos de pesquisa de duas universidades da Bahia sofreu uma invasão virtual. Eu estava lá, convidada pelo professor Carlos da Silva Jr. para apresentar minha pesquisa sobre um liberto, nascido em Mariana; formado em Cânones, em Coimbra; que foi missionário e morreu no Reino do Congo, no final do século XVIII. O evento começou com muita gente na sala virtual, talvez umas 50 pessoas, a maioria conhecida. Dez minutos depois, éramos cerca de 70. Em seguida, começou a entrar mais gente, pessoas desconhecidas e com comportamentos incomuns em eventos acadêmicos (andando pela casa com camera do celular ligada, por exemplo). Pouco depois, começou a trolagem,...

Pandemia desmascara a 'arrogância da ignorância' de governantes, diz historiador

Fonte: BBC Brasil

Em entrevista à BBC News Brasil, o historiador Sidney Chalhoub (pesquisador do CECULT e professor de História e de Estudos Africanos e Afro-americanos na Universidade Harvard) traça paralelos entre epidemias passadas e a pandemia da covid-19. Em Harvard desde 2015, Chalhoub lecionou na Unicamp por 30 anos.

Na entrevista, ele conta que situações atuais, como divergências entre autoridades quanto à melhor forma de responder à crise e o debate entre salvar vidas ou a economia, também ocorreram no passado.

Você pode ler a entrevista completa clicando aqui!

 

folder Conversa com Ana Flávia Magalhães - 07/07 às 12h30

Venha conversar com Ana Flávia Magalhães, autora do livro Escritos de Liberdade. Literatos negros, racismo e cidadania no Brasil oitocentista. O livro  faz parte da coleção Várias Histórias, foi publicado pela Editora da Unicamp em 2017 e acaba de ser reimpresso.  

A "live" acontecerá no dia 07 de julho, terça-feira, às 12h30, no Instagram da Editora: @editoradaunicamp.

Participe!

Livro de notas Livros de Notas dos Tabeliães de Salvador disponíveis na Biblioteca Britânica

A Biblioteca Britânica abriga um importante programa de preservação de arquivos em perigo (Endangered Archives Program), no âmbito do qual foi digitalizada toda a coleção dos Livros de Notas dos Tabeliães de Salvador, entre o final do século XVII e o início do século XX, pertencente ao Arquivo Público do Estado da Bahia (APEB). Trata-se de um acervo fundamental para a pesquisa da história social e econômica da Bahia, particularmente da história da escravidão, com registros de milhares de cartas de alforria, doações e hipotecas de cativos, compra e venda de navios negreiros, de engenhos, fazendas etc.

O projeto foi dirigido por João Reis e Gabriela Sampaio e a digitaização executada pelo pesquisador Urano Andrade, todos membros da linha de pesquisa "Escravidão e Invenção da Liberdade", do Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal da Bahia-UFBA. Os recursos vieram da Biblioteca Britânica e foram administrados pela Fundação de Apoio...

Olhar Zumbi dos Palmares e de todos nós

Leia abaixo o texto de Silvia Hunold Lara a propósito de publicações recentes no site da Fundação Cultural Palmares.

A ANPUH está divulgando respostas e reações de vários historiadores.
Acesse aqui a página do Facebook da ANPUH e participe!  

Zumbi dos Palmares e de todos nós

            O site da Fundação Palmares (http://www.palmares.gov.br/) tornou-se um difusor de textos com “propósitos políticos, ideológicos, racialistas e identitários”. As palavras são retiradas de uma das publicações, de autoria de Mayalu Felix. Evidentemente, emprego os termos em sentido inverso - para chamar a atenção que, hoje, uma instituição que nasceu para desenvolver políticas públicas para acabar com o racismo e a...

capa História e movimentos sociais

Durante o Segundo Congresso da Associação Latino-americana e Ibérica de História Social (ALIHS), realizado em março de 2017, uma mesa-redonda discutrtiu as relações entre a História e os movimentos sociais na América Latina. As apresentações foram reunidas em uma coletânea organizada por Andrea Andújar y Ernesto Bohoslavsky, intitulada Todos estos años de gente. Historia social, protesta y política en América Latina.

O volume acaba de ser lançado pela Ediciones UNGS.

Veja o índice aqui.

Conversa com Martha Abreu - 01/07 às 12h30

Venha conversar com Martha Abreu, autora do livro digital Da senzala ao palco. Canções escravas e racismo nas Américas, 1870-1930. O livro  faz parte da coleção Históri@ Illustrada e foi publicado pela Editora da Unicamp em 2017. Mas continua mais atual que nunca! 

A "live" acontecerá no dia 01 de julho, quarta-feira, às 12h30, no Instagram da Editora: @editoradaunicamp.

 

Bolsonaristas impedem reunião acadêmica

A reunião conjunta de duas linhas de pesquisa ligadas aos Programas de Pós-Graduação em História da Universidade Estadual de Feira de Santa (UEFS) e Universidade Federal da Bahia (UFBA), realizada no dia 8 de junho para debater um texto da professora Lucilene Reginaldo, foi invadida e interrompida por um grupo de pessoas que se autodeclararam bolsonaristas. Sem outro objetivo a não ser impossibilitar uma atividade acadêmica, o grupo se vangloriou de sua atuação fascista. A invasão foi gravada e as duas universidade irão investigar o ocorrido. Há uma denúncia na delegacia de crimes digitais em andamento.

Precisamos proteger nossas salas de aula e nossas reuniões, presenciais e virtuais, para que a produção de conhecimento não seja objeto de truculências como esta.

Enquanto aguardamos as investigações, manifestamos nossa solidariedade aos colegas das duas universidades e, especialmente, à Lucilene.  

Páginas